Diocese de Lisboa conquista o 3º lugar no Festival Nacional

O IX Festival Nacional da Canção Mensagem decorreu no passado dia 1 de Dezembro, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima. A Diocese de Lisboa foi representada pelos jovens da Paróquia de Rio de Mouro (Vigararia de Sintra) e, entre 13 participantes, alcançou o terceiro lugar.

Subordinado ao tema “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fl 4,4) e “Ide e fazei discípulos de todos os povos” (Mt 28, 19), o festival contou com a presença das dioceses de Viseu, Algarve, Leiria, Funchal, Lamego, Coimbra, Lisboa, Viana do Castelo, Setúbal, Bragança-Miranda, Vila Real, Porto e Aveiro. O objectivo desta actividade é sobretudo promover o encontro entre os jovens das várias dioceses e movimentos eclesiais, no âmbito da pastoral juvenil em Portugal e, simultaneamente, incentivar a criação poético-musical como um dos meios evangelizadores da mensagem cristã.

O dia começou com o acolhimento dos participantes de cada diocese e com um tempo de oração. Divididos depois em grupos, tanto a manhã como a tarde foram ocupadas com workshops, onde os jovens puderam dar-se a conhecer, preparando simultaneamente algumas surpresas para o público. Este convívio permitiu a partilha das experiências de cada um, dado que este ano, pela primeira vez, uma das categorias a votação no festival seria a do prémio Grupo Ser, que visava distinguir um dos grupos presentes e cuja votação foi da responsabilidade de todos os participantes. Alternadamente com estes tempos de encontro aconteciam os sound-check, no palco do auditório.

O almoço foi partilhado no Seminário dos Marianos e a esta festa da música não faltou a festa da fé, a Eucaristia, celebrada na Capelinha das Aparições e presidida pelo padre Eduardo Novo, director do DNPJ (Departamento Nacional da Pastoral Juvenil), juntamente com os restantes sacerdotes que acompanhavam as suas dioceses. Da meditação das leituras do 1º Domingo do Advento, destacaram-se duas atitudes a que o Senhor no Evangelho convida: “erguei-vos e levantai a cabeça”, porque este é o sentido da vida dos que querem ser discípulos de Jesus; a confiança de que o Senhor está próximo gera em cada um a capacidade de agir não somente na expectativa do resultado a alcançar, mas na forma como espera chegar lá. Quem se encontra com Jesus, tem a certeza de que nada lhe falta e que não caminha só.

Depois do jantar oferecido pelo DNPJ, e sempre num ambiente de muita alegria, à medida que se aproximava a hora de início do festival, cada diocese preparava cuidadosamente os últimos detalhes antes de subir ao palco. Ao mesmo tempo começavam a concentrar-se junto à porta do Centro Pastoral Paulo VI as diversas pessoas que vinham assistir. Lisboa contou com o apoio entusiasmado de alguns grupos que quiseram juntar-se a esta festa. Pelas 20h15, começa o grande espectáculo musical apresentado pela dupla Claudine Pinheiro e Bruno Leite. O júri, constituído por cinco elementos, é apresentado e começam as actuações ao vivo, sempre com as manifestações de apoio das claques que puxavam pelos seus favoritos.

Das surpresas preparadas para esta noite, assistiu-se à interpretação de algumas músicas pela apresentadora Claudine Pinheiro. Também os participantes surpreenderam o público ao cantarem juntos dois temas originais e o hino da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), que se realiza no próximo ano, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

Votações encerradas e antes de se conhecerem os resultados, o padre Eduardo Novo dirigiu ainda algumas palavras a todos os presentes: “Neste mosaico de juventude que hoje conseguimos só posso dizer que o mundo precisa da juventude, hoje!” Também D. Ilídio Leandro, Bispo de Viseu e vogal da Comissão Episcopal do Laicado e Família, presente entre o público, deu os parabéns aos participantes: “A Igreja tem de confiar nos jovens, porque neles está verdadeiramente o futuro da Igreja em Portugal”. Essa confiança deve estender-se também aos animadores juvenis para que a pastoral juvenil, rica em criatividade e alegria, tenha um protagonismo maior na vida de Igreja. Referiu ainda no âmbito da evangelização dos jovens pelos jovens, que “a juventude é capaz de viver e cantar a fé, transmitir a mesma fé. O grande desafio dos tempos de hoje é como transmitir a fé”. E conclui: “Estou sempre com muita alegria na companhia dos jovens, que nos trazem tanto entusiasmo. Obrigado”.

Depois de um dia intenso, vivido entre alguns nervos, mas na consciência de que é na entrega que se faz a cada desafio, que se experimenta a alegria de partilhar o melhor de cada um com os outros, chegou o momento de conhecer os prémios do festival. O prémio “Ser”, votado pelos próprios participantes, foi entregue à Diocese de Lamego. O prémio “Melhor Mensagem” e também o “Melhor Videoclip” foi para a Diocese de Vila Real. E do 3º para o 1º lugar, temos respectivamente a Diocese de Lisboa, de Viseu e a Diocese do Algarve, com o tema “Semente de Amor”. Ao som deste tema, o festival chegou ao fim. Parabéns Lisboa pelo 3º lugar conquistado, resultado do empenho e da interpretação dos jovens da Paróquia de Rio de Mouro!


Comentários

comentários

Outras Notícias
© Copyright - Juventude-Patriarcado de Lisboa Desenvolvido por Pixelminds | Communicating Brands