Experiências que nos enriquecem no serviço a outros jovens

Chegou ao fim mais um ciclo da formação de animadores, promovido pelo Serviço da Juventude. Depois de três anos, existe um reconhecimento geral pela importância desta proposta que se torna cada vez mais um precioso auxílio para a pastoral juvenil nas paróquias da Diocese de Lisboa. Publicamos três testemunhos de jovens que concluíram agora o ciclo de formação.

Pedro Ferreira, paróquia da Falagueira

“Ao pensar numa formação, associamo-la a um conjunto de conteúdos que procuramos apreender. A Formação de Animadores (FA) mais do que apreender visa o “viver”. A forma como vivemos a fé é, muitas vezes, um esboço da vivência cristã. Participamos nos sacramentos e até em serviços da Igreja, mas muito desligados, sem entusiasmo. “Animar” é estimular esse entusiasmo que, para os gregos antigos, significava “ter Deus em nós”. Assim, para animarmos, temos que começar por ser animados. Esse é o papel da FA.

Apesar de ser animador há 12 anos, os 3 anos que passei neste grupo fizeram-me refletir não só sobre essa função, mas fundamentalmente no cristão que tenho sido, que sou e que posso ser. Aprofundei a minha comunhão com Deus, aprendi com formadores e formandos, regressando de coração cheio. Terminado este percurso, cabe-me levar este entusiasmo à minha comunidade, família, trabalho e aos jovens que acompanho. Cabe-me ser cristão! Não a preto e branco, mas com cores fortes e vibrantes!”

 

Pia Ornelas, paróquia do Parque das Nações

“Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou no meio deles” (S. Mateus 18, 20). Foi com esta certeza que vivi estes três anos da Formação de Animadores.

Começamos sem nos conhecermos, vindos de paróquias diferentes, mas depressa se formou um grupo. Esta união foi tão rápida e verdadeira, porque o amor de Deus nos uniu. Várias foram as aprendizagens, as vivencias, as partilhas e testemunhos que fui apreendendo ao longo destes três anos, mas gostava de referir três coisas.

A primeira, a relação pessoal com Jesus, que foi amadurecendo. Cresci na fé, com o testemunho dos outros, pela ação do Espírito Santo.

Segundo, a vida em Igreja. Ao longo desde três anos fui percebendo o desejo que Deus tem que o homem viva o que o pai, o filho e o Espírito sempre viveram. Uma unidade que não está reservada aos três mas sim a todos os homens, basta escolher seguir Jesus. E escolher viver em comunidade não é só não escolher viver sozinho, mas sim escolher viver a mesma fé, num espírito de entreajuda, comunhão e testemunho.

Por fim, toda a Doutrina da Igreja que fui compreendendo racionalmente e que me ajuda a viver com maior consistência a minha fé. Termino esta FA, com uma imensa alegria de viver nesta Igreja viva de Jesus.

 

José Afonso, paróquia de Mafra

Pensar no que a Formação de Animadores foi para mim é procurar saber onde estava há três anos atrás e descobrir onde estou hoje. E, no início, de forma muito sincera, não sabia para o que me proponha. A oportunidade de fazer a Formação surgiu num momento de viragem pessoal e também do Grupo de Jovens onde estava. Aceitei, embora não estivesse seguro.

Hoje tenho de reconhecer que estes anos que passaram foram muito importantes no meu crescimento espiritual. Posso mesmo dizer que o que sou hoje não tem comparação com o que era há três anos.

Evolui e cresci espiritualmente, mas mais importante ainda, sinto que fiz um caminho que me aproximou muito mais d’Ele. Afinal como podemos nós «animar» e ser animadores de jovens, sem primeiro estarmos «animados»?

O Papa Francisco pede-nos para anunciar a Boa Nova envoltos de Alegria para contagiar o Amor de Deus aos outros. Sinto que esta Formação de Animadores contagiou o meu coração e que hoje sou um cristão muito mais alegre, pronto e preparado para o que Deus quiser.

 

O que é a Formação de Animadores?

É uma oportunidade de aprofundar a ligação a Cristo, à Igreja e à Diocese, na sua diversidade de experiências, de pessoas, grupos e de movimentos. Todos os anos o Serviço da Juventude disponibiliza uma formação para aqueles que são ou virão a ser animadores de grupos de jovens. Trata-se de uma caminhada em grupo composta por três encontros anuais num ciclo de três anos. Se pretendes obter mais informação, contacta-nos através de juventude@patriarcado-lisboa.pt


Comentários

comentários

Outras Notícias
© Copyright - Juventude-Patriarcado de Lisboa Desenvolvido por Pixelminds | Communicating Brands