XIX Festival da Canção – Cantar a Caridade para louvar o Senhor

A Vigararia Lisboa III, com interpretação da paróquia da Ajuda, ficou em primeiro lugar no Festival Diocesano da Canção Cristã e vai representar a Diocese de Lisboa no festival nacional, no dia 6 de dezembro, em Fátima. O festival diocesano deste ano reuniu cerca de 750 pessoas, em Torres Vedras, na passada noite de 27 de setembro.

texto por Clara Nogueira; fotos por Filipe Amorim

“Viemos louvar o Senhor” – assim se cantava antes do festival começar. Palco montado, pavilhão iluminado, um público ansioso. E foram muitos os que naquela noite não quiseram faltar. As 750 cadeiras tinham dono. O espaço que já este ano tinha acolhido a Jornada Diocesana da Juventude, no dia 18 de maio, transformou-se mais uma vez num lugar de uma alegria. Tudo para “louvar o Senhor”, uma das palavras mais repetidas da noite.
“Desde fevereiro que houve festivais vicariais da canção. Estes jovens escreveram, compuseram, ensaiaram e cresceram no aprofundamento da Palavra através da música”, refere o responsável pelo Serviço de Juventude do Patriarcado de Lisboa, padre Carlos Gonçalves, lembrando ainda o longo percurso feito pelos jovens para chegar àquele momento.
Sentia-se a ansiedade de quem contou os dias para chegar ao festival. Os vencedores da edição anterior, da Amadora, inauguraram o palco a lembrar a razão de estarem ali. Antes de cantarem mais uma vez a música que os consagrou, disseram em jeito de oração: “Somos notas diferentes na pauta do Teu Reino mas queremos ouvir a voz uns dos outros e unidos exaltarmos sempre o Teu amor”. E era consensual. “O mais importante é que viemos aqui espalhar a mensagem que Jesus Cristo nos pediu para espalhar”, lembrava um dos jovens da paróquia de São João dos Montes, da Vigararia de Vila Franca de Xira-Azambuja.
E fez-se de tudo para concretizá-lo. Foram 12 músicas (ver caixa) com coreografias ensaiadas, trajes a rigor. Rap, reggae, um cheirinho a fado. Muita cor, ainda mais alegria. Violino, flauta, violoncelo, cavaquinho. Tudo serviu para dar a entender que “o que importa é a fé que se realiza pela caridade” – tema do XIX Festival Diocesano da Canção Cristã.
Cantou-se que “um sorriso vale mais que mil palavras”, ouviu-se que “é na oração que os problemas são atendidos” e que “mais ainda do que ser ou não ser, eu quero que em mim todos Te possam ver”. Mas o entusiasmo não ficou só pelo palco. O público correspondeu da melhor maneira. As claques de apoio fizeram-se ouvir com gritos e muitos aplausos. O orgulho que se via nos olhos e saía pelas mãos.

Dar vida
Mas naquela noite, depois da apresentação das músicas concorrentes, houve um testemunho que emocionou o público. “Olá, o meu nome é Manuel e sou um ex-sem-abrigo e um ex-toxicodependente”. E fez-se silêncio. Um silêncio profundo e comovedor nunca antes ouvido desde o início da noite. Olhos atentos, coração aberto. “Aceitei a ajuda Comunidade Vida e Paz e ganhei uma vida nova”, assim resumiu Manuel, perante centenas de pessoas. A Comunidade Vida e Paz foi a instituição convidada para mostrar o seu trabalho e receber de cada um dos jovens que pisaram o palco um pacote de leite – sinal da “caridade a agir”.
A apresentação do festival esteve entregue ao Movimento Juvenil de Massamá, que pôs a render os talentos e não deixou que ninguém ficasse de cara triste. O “Preço Certo em Talentos” garantiu a participação do público nos palpites que até teve direito a uma “montra final cheia de surpresas”.

Fé e Caridade no coração
Depois da atuação do Grupo Laetare, na segunda parte do festival, seguiu-se o momento de conhecer os premiados da noite. O envelope do primeiro lugar trazia o nome da “Vigararia Lisboa III – paróquia da Ajuda”. Houve saltos, corridas, para aqui e para ali, de festejos. Mãos na cabeça de espanto. Cátia Fernandes, uma das vocalistas vencedoras partilhava, entre sorrisos: “Estivemos a louvar o Senhor enquanto cantávamos, não há nada melhor que isso”.
O refrão da música vencedora escutou-se novamente no palco, antes do fim do festival: “O que importa é a Fé e a Caridade no coração, o teu caminho construirás com Deus e a Oração”. Mais do que no ouvido, será no coração que esta música irá ressoar até ao Festival Nacional da Canção Mensagem que decorre no próximo dia 6 de dezembro, em Fátima.

Vigararias participantes
MAFRA – Ericeira
LOURES-ODIVELAS – Odivelas
SINTRA – Rio de Mouro
SACAVÉM – Bobadela
CASCAIS – Tires
V. F. XIRA-AZAMBUJA – São João dos Montes
LISBOA IV – Campo Grande
LISBOA III – Ajuda
AMADORA – Amadora
ALENQUER – Olhalvo
ALCOBAÇA-NAZARÉ – Alfeizeirão
LISBOA II – Olivais

Prémios
1º Lugar: Lisboa III
2º Lugar: Alcobaça-Nazaré
3º Lugar: Sintra
Melhor Interpretação: Lisboa III
Melhor Letra: Mafra
Melhor Música: Lisboa III

aqui mais fotos do festival


Comentários

comentários

Outras Notícias
© Copyright - Juventude-Patriarcado de Lisboa Desenvolvido por Pixelminds | Communicating Brands